fbpx

Por: frubelle Em: 4 de junho de 2019

Alimentação saudável: Uma busca incansável por qualidade de vida!

Alimentação-saudável-uma-busca-incansável-por-qualidade-de-vida

Você pode ser como muitos brasileiros que procuram opções saudáveis ​​na mercearia para sua família, apenas para ter dificuldade em encontrar os itens que serão mais saudáveis.

Se tudo isso soa familiar, você está em boa companhia. Uma nova pesquisa revela que a grande maioria dos brasileiros quer comer de forma saudável, mas muitos acham difícil acessar as opções mais nutritivas.

O que os compradores querem?

Esta disparidade entre a vontade de comer saudável e ter acesso a isso é certamente frustrante para os consumidores. Eu acho que [a disparidade] não é totalmente surpreendente, dadas as tendências que vemos nos últimos anos.

Isso ilustra claramente que os consumidores estão querendo produtos saudáveis. Eu acho que esclarecer isso é realmente importante. As descobertas vieram de uma pesquisa on-line com 1.017 adultos do Brasil, com idades entre 18 e 80 anos, que têm a responsabilidade única ou compartilhada de supervisionar suas compras domésticas.

Há muitas informações conflitantes sobre o que constitui um alimento saudável. Embalagens de rótulo frontal em alimentos muitas vezes enganam os consumidores, fazendo-os acreditar que um alimento é mais saudável do que é.

Por exemplo, muitos cereais infantis dirão “boa fonte de vitamina D.” No entanto, pode ter muito açúcar e pouca fibra no cereal. Isso é enganoso para o consumidor acreditar que este cereal proporcionará um benefício adicional quando eles puderem obter facilmente a vitamina D de uma pílula suplementar, gotas, leite ou produtos não lácteos.

As pessoas procuram alimentos que sejam realmente o que a embalagem diz. Com muita informação – fica difícil decidir comprar um produto. A palavra alimentação saudável, está sendo tão confundido que muitos brasileiros têm receio do mercado.

Mídia social e ‘comer saudável’

Todo o ruído branco nas redes sociais pode complicar as coisas. É fácil para os consumidores caírem no “buraco da informação nutricional” que está por aí.

Muito do que impulsiona os consumidores agora não é necessariamente nutrição o tempo todo. É conveniência, é gosto, é preço. É onde algo foi feito, se foi feito de forma sustentável, se a embalagem é reciclável – todos esses fatores entram em ação que se encaixam no quadro geral da qualidade nutricional de um alimento.

Se você está tentando navegar por tudo isso, existem dicas úteis para encontrar os melhores e mais saudáveis ​​alimentos?

Como encontrar opções saudáveis?

Além disso, para o conselho clássico de comprar o “perímetro” da mercearia onde os produtos frescos são mantidos, há outras etapas que os compradores podem adotar para encontrar alimentos saudáveis.

Procure alimentos com o menor número de ingredientes e menos processados. Procure ingredientes que sejam reconhecíveis em que você ou sua mãe poderiam ter feito a comida. Compre fresco sempre que possível, em vez de embalado.

Em geral, é melhor comer menos alimentos processados ​​e “manter as receitas fáceis de fazer com ingredientes prontamente disponíveis”.

A linha de fundo

Uma pesquisa descobriu que 95% dos compradores no Brasil dizem que sempre ou às vezes buscam opções de alimentos saudáveis.

Enquanto a esmagadora maioria quer os melhores alimentos, apenas 28% dizem que é fácil encontrar esses produtos, e 11% relatam que é muito difícil rastreá-los.

Os nutricionistas sugerem que os consumidores façam suas pesquisas, estabeleçam metas de saúde com sua equipe médica e façam o melhor que puderem para examinar todas as informações existentes. Sempre pergunte ao seu médico ou nutricionista antes de consultar fontes não-ativadas nas redes sociais.

A busca pela alimentação saudável aumentou nos últimos 10 anos. A indústria precisa trabalhar nisso para que este quadro seja preenchido. O acesso a informação mudou a forma como o consumidor se comporta e nos dias de hoje, as pessoas se tornaram muito exigentes do que antes.